Revelando e arquivando suas fotos

Quanto vale uma recordação?

Você algum dia já se deparou com aquele antigo álbum de família, com aquela foto datada de muitos anos atrás? Foi bárbaro recordar, não?

E suas fotos? Pretende que sejam vistas daqui há alguns bons anos? Então, invista em suas fotos, revelando-as!!!

Com a chegada da era digital, da facilidade de se obter imagens e armazenar em computadores ou mídias, o preço acessível e falta de divulgação correta, foi ficando de lado a boa e tradicional revelação, onde tínhamos as imagens no papel.

Há alguns anos atrás, tinhamos somente as máquinas analógicas e revelavamos filmes em laboratório.

Esse avanço tecnológico da era das digitais nos trouxe facilidade de obtermos fotos, mas deixou um vazio para muitos, principalmente para os que só estavam acostumados com câmeras de filmes.

Pouco difundido nos dias de hoje, esse processo ainda nos traz certa nostalgia. E o próprio desconhecimento e comodidade da maioria das pessoas , faz com que esse método esteja já com os dias contados.

Procurarei ser o mais imparcial possível, pois esses assuntos geram uma certa polêmica mas é importante saber a diferença entre os termos, comercialmente falando, impressão e revelação. No final de tudo, os dois termos são aceitos, mas é preciso saber alguns detalhes.

Vocês não imaginam a diferença que existe em optar por relevar suas fotos (seja em forma de negativos ou mídia) em Laboratórios Fotográficos que trabalhem com equipamentos e papeis de qualidade, comparado com essas máquinas expressas que existem espalhadas por mercados, shoppings e quiosques. Aquilo nada mais é do que uma “simples” impressão.

Maquinas Expressas de
Maquinas Expressas de “revelar” fotos
Foto: Eduardo Andreassi

É exatamente como você imprimir uma foto em uma impressora de boa qualidade. Por se tratar de impresso sem tratamento algum, associado ao papel não adequado, o resultado na hora é bom. Porém, com o tempo, observando os detalhes, verá a resolução de sua fotografia desaparecer.

Tão importante e gratificante quanto ter obtido fotos lindas, é vê-las reveladas no papel. Sejam elas obtidas através das máquinas digitais ou analógicas. Vejam bem: não estou comparando máquinas digitais e as que usam negativo.

Particularmente, quando eu opto em revelar fotos, procuro locais de tradição. Afinal, eu quero que minhas fotos durem muitos e muitos anos. A qualidade dos equipamentos de laboratórios fotográficos e o papel empregado influenciam e muito no resultado da cópia.

Já na revelação, a formação da imagem se dá com o emprego de agentes e processos químicos e com utilização de papel fotográfico, que irão resultar em fotos de ótima qualidade e grande durabilidade.

Ou seja, ao mesmo preço e com qualidade infinitamente superior, os Laboratórios oferecem serviços dignos de revelar suas fotos.
Afinal, você espera ter essa recordação por muitos e muitos anos, não?

Esses mesmos são especializados nisso e por esse motivo, vale a pena o pequeno esforço de procurar um local bom e fazer suas revelações.
Sugiro que faça uma prova, enviando algumas poucas fotos e vendo o resultado.

Depois de reveladas, procure armazenar suas fotos em local longe de umidade e de luz. Preserve-as longe de pó, produtos de limpeza, tinta e solventes em geral.


Back-up

Quanto ao arquivamento de suas imagens digitais, sejam elas provindas das câmeras digitais ou analógicas, convêm armazenar em várias mídias, como em computadores, HD externos, CDs, alguns tipos de DVDs , pen-drive ou até servidores.
De tempos em tempos, é conveniente fazer um back-up dessas imagens, seja ela qual for, no intuito de garantir-se de uma eventual falha na mídia e perda de qualidade.
Eu particularmente, rodo as imagens de tempos em tempos para verificar a qualidade e se não houve danificação das mesmas.
E mesmo assim, já perdi algumas poucas fotos e outras que simplesmente perderam a qualidade que tinham.


Finalizando

É fato que além dos proprietários de laboratórios e mini-labs já não apresentam esperanças de que esse processo continue por muito mais tempo, que perdeu espaço para a impressão digital encontrada aos montes por aí.

Procurando conversar com eles, constatei o já esperado. Empregos que já deixam de existir, técnicas artesanais e de qualidade que já são raras nos dias de hoje, preços de máquinas analógicas (as que usam negativo) em queda e até revelação de negativos em PB, que quase já não realizam mais.

Aquele gosto, aquele tão esperado momento para ver como sairam suas fotos, está com seus dias contados, segundo muitos lojistas.

E tudo isso tem um preço. Comércio, processos, empregos , durabilidade, qualidade e o saudosismo de ver nosso trabalho, feito a partir de todo um processo ao fotografar, perder “ sua graça”.

Portanto, eu ainda sou um dos que ainda acreditam que arte, fotografia, técnica de revelar, processos, tem sim que ser mais divulgados. Afinal, fotografamos para recordar e mostrar nossa “arte”. Creio então que valha a pena termos tudo isso muito bem guardado.

Fonte:

Eduardo Andreassi

Share This:

Comments ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    1
    Envie suas fotos pelo WhatsApp
    Powered by